Razão e Emoção

POR MARCELA BRASILEIRO

Design, simplicidade e minimalismo se encontram neste projeto de Marcela Brasileiro, que privilegia peças relevantes, tempos em equilíbrio e muito conforto em espaços sem excessos.

A simplicidade e o design ocupam um espaço significativo na vida do casal, proprietários deste apartamento e pais de duas filhas. Somadas, essas palavras são vivenciadas no dia a dia, relevando a forma que eles escolheram de se expressar no mundo. Para transmitir este propósito em seu novo lar, o casal contratou a arquiteta Marcela Brasileiro, que compartilha exatamente este olhar – livre dos excessos de objetos e de narrativas para propor espaços que sejam relevantes e interessantes. “Meu contato foi sempre com a cliente, que tem curiosidades intelectuais que nos alegra. Sofisticada, disciplinada e minimalista como poucos. Sou adepta do ‘menos’, mas ela gosta ainda mais que eu. Ao mesmo tempo, se vê algo que a emociona, se entrega”, conta Marcela. É o perfeito equilíbrio entre o racional e o emocional que prevalece no décor despojado e na seleção de peças especiais, como algumas assinadas pelo consagrado designer brasileiro Sergio Rodrigues. São dele o aparador na sala e também a irreverente poltrona Xibô, cujo desenho original data dos anos 1990. Outros itens vieram de São Paulo. Cadeiras em palhinha dividem o espaço com itens contemporâneos, e a curadoria de obras de arte reserva nomes como Aldemir Martins. No chão, tapetes são sobrepostos e deixam o clima mais espontâneo, como os clientes buscavam transmitir. A madeira é o principal material presente nos móveis, enquanto algumas paredes foram neutralizadas com tons de cinza e outras cores sutis, demarcando áreas sem chegar até o teto. Os quartos são outra atração à parte. Para o casal, a cama em couro é deslocada para o centro do espaço, promovendo uma circulação que permitiu aproveitar o espaço com mais armários. Para as meninas, uma opção inusitada as agradou em cheio. “O quarto delas ganhou paredes no tom de chumbo, o que só ressaltou as cores e a alegria dos outros elementos da composição”, revela. “Ao final dessa jornada, percebi que o convívio com a família foi um presente ainda maior que o projeto em si”, finaliza Marcela Brasileiro.

A cadeira azul estabelece diálogo com o sofá (Le Spec) e divide a cena com a banqueta de design, no estar. A sobreposição de tapetes (Bete Cunha) torna o espaço mais descontraído. O acervo de arte conta com obras de Aldemir Martins, do jovem Cadeh Juaçaba e fotografias de Nelson Vasconcelos.
No jantar, o destaque é o aparador de Sergio Rodrigues. A luminária (Spot iluminação) rouba a cena sobre a mesa de formas contemporâneas, que contracena com as cadeiras em palhinha de ar clássico.

Os tons neutros de cinza aliados à madeira confirma a vocação minimalista dos espaços, além de promoverem conforto visual.


Na suíte do casal, prevalece a pureza das linhas retas e o ar minimalista conferido pelo cinza. A cor traz unidade nos armários e nas persianas. A cama foi centralizada no espaço e amplia a circulação. O tapete é da loja Bete Cunha. No quarto das meninas, as paredes em cinza ressaltam as cores divertidas das camas turquesa, do enxoval em amarelo e dos detalhes em pink. Outro toque original é o formato da estante em caracol que abriga os livros junto à cadeira destinada à leitura.

0
Total Page Visits: 143 - Today Page Visits: 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *