Morada de Afetos

POR CARLOS OTÁVIO

Um refúgio para respirar arte e design. Carlos Otávio aproveita todo o potencial da ampla morada para fazer brilhar um acervo inigualável, fazendo de cada recanto do lar um convite cotidiano a novos estados de contemplação.

A área social integrada, além de dispor de amplos ambientes para convivência, valoriza móveis (Ouvidor Interiores), peças de design, esculturas e obras de arte. No living, o destaque são as duas cadeiras Diz, do mestre Sérgio Rodrigues, acompanhadas das mesas Sarineen (Le Spec). Ainda neste ambiente, surge mais um recanto de convivência, em que Philippe Starck aparece multiplicado, com as cadeiras Louis Ghost em composição com a mesa redonda. Ao fundo, a tela azul de Burle Marx atrai o olhar, contracenando com as esculturas de Bruno Giorgi. No home, o painel da TV em vidro preto foi a escolha ideal para disfarçar os equipamentos eletrônicos, deixando que o destaque continue nas obras e peças em cena, como a cadeira Mole de Sérgio Rodrigues e as pinturas de Cícero Dias e Iberê Camargo. Atrás do sofá, um aparador em madeira bruta ressalta uma escultura de Alfredo Ceschiatti.

Ao iniciar o projeto para o casal apaixonado por design e colecionador de obras de arte, Carlos Otávio não imaginava as interessantes surpresas que estavam por vir. Os clientes propuseram uma mudança de rumos ao encontrarem, no meio do processo, outro apartamento, totalmente neutro e com materiais nobres, ideal para uma morada que deveria fazer brilhar o acervo dos proprietários. Com uma sensibilidade peculiar para o mundo das artes – já que o arquiteto também é artista plástico – Carlos Otávio idealizou um lar onde pinturas, esculturas e peças ícones são as verdadeiras protagonistas, contracenando em diferentes cenários com harmonia e leveza. Desde a entrada, o bom gosto é evidenciado pela composição que une a escultura de Franz Weissmann com as telas de Di Cavalcante e Inimá de Paula – e isso é apenas o começo. Essa valorização da arte se mantém harmoniosa na ampla área social, onde cada elemento ganha um lugar de destaque e convida à apreciação estética, com esculturas clássicas e contemporâneas, móveis de design – de Sérgio Rodrigues à Philippe Starck – e telas de renomados artistas como Raimundo Cela, Antônio Bandeira e Alfredo Volpi, conversando em equilíbrio para dar cores e vida à base neutra da ambientação. Isso tudo levando sempre em consideração a relação com a luz, tanto natural quanto artificial, que faz toda a diferença na hora de ressaltar a beleza dessas obras. O resultado é uma verdadeira morada-galeria, de elegância ímpar e totalmente exclusiva, repleta da personalidade e das energias dos que vão ter o deleite de contemplar e viver neste reduto de arte.

Os nichos da Adresse (Ouvidor Interiores) destacam a coleção de muranos; a pintura de Di Cavalcanti surge majestosa, ao lado de uma escultura de Franz Weissmann. Na parede ao lado, outra pintura de Inimá de Paula.


Cada detalhe da composição – com esculturas, telas e design – convida à contemplação.


No jantar convidativo e clean, a bela tapeçaria valoriza a mesa Dim, de Jader Almeida, acompanhada das cadeiras de Sérgio Rodrigues, além das telas e esculturas sobre o aparador suspenso.

A entrada anuncia as boas surpresas. Entre as esculturas de grandes artistas, a obra de Frans Krajcberg (centro) é intrigante ao olhar. Destaque também para o jogo de esculturas de bustos clássicos. As obras são ressaltadas pelo ótimo projeto luminotécnico, garantindo o toque final desta composição de gosto apurado.

0
Total Page Visits: 92 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *