Expo Revestir 2020

A mais importante feira do segmento de acabamentos e revestimentos da América Latina, a Expo Revestir chega a maioridade em 2020 consolidando seu papel de ditar tendências, inspiração, conectar marcas e profissionais e apresentar os principais lançamentos do setor. Com mais de 200 expositores e um público de 55 mil pessoas, a 18ª edição da mostra trouxe novidades, reafirmou estilos em alta e ressignificou clássicos do design. confira os highlights do evento.


METALIZADOS

Uma pitada «de ouro» para agregar sofisticação aos revestimentos. Sozinho ou em mistura com outros acabamentos, brilhosos ou fosco, o dourado surge como detalhe marcante para complementar paginações de forma glamourosa, adaptando-se à vários conceitos e estilos.

Toque glam. Uma das referência no mercado de revestimentos, a Portinari apresentou várias novidades na edição deste ano. Entre elas, a coleção Contos, formadas por pequenas pastilhas em formatos geométricos de pedras naturais foi um dos highlights apresentadas pela marca. Fazendo referência ao formato literário de curtas e encantadoras histórias, as peças em cores sóbrias recebem um toque de nobreza com inserts de metal dourado, adicionando um toque sutil de requinte ao décor.

Joias para paredes. A linha Atmosfera da Portobello, assinada pelo designer de joias Antônio Bernardo, traz o olhar apurado do profissional para recriar os limites entre painéis exclusivos e delicados relevos, entre a joalheria e a arte. A coleção combina porcelanato, metal com acabamento fosco, além de cinco relevos em monoporosa, explorando o jogo de materiais de forma surpreendente. Eclipse, Ovni e Lua funcionam em kits, painéis já prontos, paginados pelo próprio Antônio Bernardo.


GEOMETRIA

A beleza racional das formas geométricas mais uma vez brilhou em muitos padrões dos principais lançamentos do segmento. Diferentes materiais exploraram a geometria de forma inusitada para criar efeitos de forte apelo visual.

Polígonos de concreto. A linha de revestimentos sextavados Polygon, da Castellato, ganhou 10 novas opções de cores neste ano. Em destaque, a elegância dos seus traços geométricos e o efeito acentuado por seus ângulos marcantes. Feita em concreto arquitetônico, as peças possuem volumetria levemente inclinada e são resistentes às intempéries.

Design Biofílico. A inserção de elementos da natureza em espaços arquitetônicos foi uma das novidades trazidas pela Castelatto. Disponível em duas tonalidades e três formatos diferentes, o Ecobrick Moss vem intercalado com um musgo de fácil manutenção, agregando uma maior conexão com a natureza aos projetos.

Porcelanato com grife. A designer e escultora Ana Paula Castro assina a coleção da Biancogres, inspirada no universo dos cobogós e da marchetaria. Marcadas pela delicadeza e sofisticação, as peças possuem um relevo delicado que remetem à madeira natural, produzindo um incrível efeito 3D, que proporciona movimento e profundidade à decoração.


MARMORIZADOS

A releitura de diferentes fabricantes sobre pedras nobres como granitos e mármores em diferentes tipos de revestimento – porcelanatos, concretos e até vidro – seguiu agregando novos conceitos ao décor.

Efeito nobre. Acima, dois belos exemplos da sofisticação aliada à praticidade dos porcelanatos. O modelo Pazzo Borguese, da Villagrês, se adapta a qualquer estilo, do clássico ao moderno, enquanto o Chloe, da Biancogres, é inspirado no luxuoso mármore italiano Nero Doratto, e traz os impactantes veios dourados como grande destaque.


TERRAZO

Cara de casa da vovó. Após retornarem com tudo no ano passado, os nostálgicos terrazo, granilite e marmorite vieram para ficar. É o que se viu em diferentes pigmentações na feira em pisos vinílicos, cerâmicas, madeira, entre outros. A exemplo da linha Magma, da Guararapes, que apresentou o padrão Fulgê e o piso com tons de rosa da Portinari, ao lado.


AZULEJOS

Viva a biodiversidade. A azulejaria também teve seu espaço nos lançamentos deste ano. De olho na criatividade das paginações geométricas, variações em cores e relevos que instigam o olhar. Destaque para a Coleção da Mata, da Lurca, inspirada na exuberância das cores e formas da grande biodiversidade da Mata Atlântica. São oito novos modelos, Hibisco, Alpinia, Hera, Caeté, Broto, Taiá, Léia e Sagu, com motivos superalegóricos e de aspecto minimalista feitos a partir da técnica de serigrafia.


CANDY COLORS

Os tons pastéis também foram apostas de muitos fabricantes em diversas paginações e materiais. O aspecto suave e romântico das matizes ganharam novos pontos de vistas para trazer delicadeza ao décor.


Leveza e movimento. A Portobello lançou a linha ZigZag de superfície tridimensional formada por linhas retas que se intercalam, provocando um belo efeito visual. Já o revestimento de encaixe Estelar, da linha Universo, da Savane, brinca com movimento ao formar um mosaico com variações de texturas e padrões em 12 versões diferentes.


BRICKS

Rusticidade vernacular. A beleza rudimentar dos tijolinhos ingleses também foram sucesso na feira. A linguagem tradicional e de forte identidade local da arquitetura vernacular foi a fonte de inspiração da Castelatto na criação do revestimento Adobe. A pegada rudimentar de tijolinho da peça é obtida por um processo artesanal que molda terra crua, palhas e fibras naturais. Complementado pela praticidade e resistência do concreto arquitetônico, o material promove um efeito rústico cheio de personalidade ao ambiente.


NATUREZA SENSORIAL

Influência da tendência japonesa Wabi-sabi, os revestimentos de aspectos rústicos apresentaram novas versões, com opções supercoloridas, texturas com relevos e paginações inovadoras para provocar uma experiência sensorial única.

Novos cimentícios. A linha Palette, da Castelatto, rompe a barreira dos tradicionais tons acinzentados e traz uma paginação multicolorida, que renova o conceito do concreto arquitetônico. A nova coleção explora uma ampla paleta de cores para formar variadas composições. À direita, o porcelanato Pétalas Cement, da Ceusa, aposta no efeito do relevo irregular para criar um padrão impactante ao acabamento fosco.


MADEIRADOS

Recriar o aspecto natural e cálido da madeira em outros materiais é uma tendência atemporal, que está sempre em constante processo de aprimoramento pelas indústrias de revestimentos. Este ano, os amadeirados ganharam cada vez mais recursos para valorizar paredes, pisos e tetos em materiais diferenciadas por meio de texturas e sensações únicas.

Múltiplas versões. A Portinari trouxe a coleção de porcelanatos Stone, com peças que reproduzem a madeira de carvalho francês. Os produtos em régua trazem um ar mais rústico com uma leve coloração acinzentada, que encantam e promovem uma atmosfera intimista e sofisticada. Ao lado, a Tarkett apresentou uma nova linha para piso e paredes que une formas geométricas e uma paleta vibrante de cores, que trazem um novo conceito aos projetos.

Teto vinílico. Uma das novidades mais originais foi a linha Design, da Teto Vinílico, marca da Araforros, uma das principais fabricantes de superfícies vinílicas do Brasil. O revestimento traz texturas inspiradas em materiais orgânicos em impressão digital 3D de alta resolução, com produção em três camadas que garante um visual autêntico ao produto. O material 15 vezes mais leve que gesso ou madeira permite manuseio e troca fácil e rápida, vindo em diversos tipos de acabamentos, como a opção amadeirada na foto.


EFEITO OXIDADO

Cobogós assinados. Traços retos e curvos, simplicidade e arrojo nos lançamentos da Solarium Revestimentos, que apresentou uma linha de cobogós assinadas pelos arquitetos Arthur Casas, Rodrigo Ohtake e Vivian Coser. Cada um lança seu olhar sob perspectivas diferentes, que podem ser percebidos nas formas curvas de Rodrigo Ohtake e na geometria reta e concreta de Arthur Casas, em contraste com as cores utilizadas por Vivian Coser em suas peças limpas e ao mesmo tempo intensas.

Marcas do tempo. O efeito envelhecido da oxidação continua em alta, conferindo um caráter singular aos ambientes. Com essa proposta, a Castelatto extrapola os pisos e os revestimentos para apresentar a linha Essenziale, composta por mesas, torres e vasos. As texturas desgastadas agora também estão em mobiliários pensados para espaços internos e externos nos padrões Paris, Apparente e Corten.

Linha botânica. A riqueza da nossa flora é uma das inspirações mais recorrentes no universo do design nacional. De encontro com a tendência do Urban Jungle, a linha de revestimento Amazônia, da Roca, tira partido de folhagens em tons de verde para adicionar pontos de cor às paredes e enaltecer os ambientes internos da casa com a exuberância visual das florestas.

0
Total Page Visits: 654 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *