Design bom pra Cachorro

Donos e designers se mostram cada vez mais preocupados com o conforto desses pequenos (ou grandes) companheiros.

Ativistas de todo o mundo ladram contra o uso de animais em testes medicinais e cosméticos. Aqui no Brasil, a luta ganhou força com episódio do Instituto Royal, um dos maiores laboratórios do país. Após uma denúncia de maus-tratos, o local foi invadido por um grupo de rebeldes com causa, que resgatou cerca de 178 cães da raça beagle, além de sete coelhos. Nas redes sociais, marcas e celebridades se mostraram solidários. O Ministério Público dá continuidade às investigações, iniciadas no ano passado, e as discussões acerca do tema seguem por toda parte. Na contramão, a arquitetura e o design se mostram cada vez mais (pre)ocupados com os pets, que já fazem parte família como um membro querido e respeitado. Nos últimos anos, as casas têm se tornado uma extensão dos pet shops, como um lugar de conforto e de cuidado. Por isso, eles estão cercados de mimos e artigos de luxo. Estima-se que existam cerca de 100 milhões de pets no Brasil, a maior parte cães e gatos. Um mercado aquecido e crescente, para onde os olhares de profissionais de vários segmentos se voltam com atenção.

Com desenho 3D, a casa canina em madeira é assinada pela Broissin Architects.
Peça “Mount Pug” em madeira assinada pelo designer Kengo Kuma.

Uma das provas desse fenômeno é a exposição Dogchitecture, inspirada no projeto japonês Architeture For Dogs. A mostra itinerante passou por diferentes museus do México de junho a agosto deste ano, com o objetivo de reinventar a casa canina através da visão e da filosofia de jovens arquitetos mexicanos, com criações que encantam e surpreendem. Entre os participantes estão conceituados escritórios da Cidade do México, além da empresa Nuugi, que presta serviços relacionados a cães e auxiliou no desenvolvimento do projeto. A inauguração do evento também foi marcada pela publicação de um livro, com uma série de fotografias e descrições das propostas apresentadas no Dogchitecture. Outro bom exemplo é o designer japonês Oki Sato, do estúdio Nendo, que descobriu um novo território ao desenhar uma linha especialmente para o melhor amigo do homem. Batizada “Heads or Tails”, é composta por uma casinha de cachorro feita de couro sintético, tigelas de cerâmica e brinquedos de borracha, tudo com formas conversíveis criadas a partir do triângulo. Amantes do desenho e dos animais podem ficar despreocupados! No que depender da arquitetura, os cachorros terão um lugar cada vez mais especial.

O Japão lidera em projetos no setor. Um exemplo é o Architecture For Dogs, referência em todo o mundo, por levar design e tecnologia para o universo canino.
Um dos projetos do Architecture For Dogs, que conta com a curadoria de Kenya Hara e reúne diversos arquitetos japoneses.
A casa cor de rosa, que brinca com o formato da raça Dachshund “salsicha”, é assinada pelo estúdio BNKR.
0
Total Page Visits: 98 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *