Cingapura, Cidade Verde

Com projetos paisagísticos que beiram a perfeição, Cingapura é considerada a cidade- jardim asiática. Em meio ao visual cosmopolita, erguem-se inúmeros jardins suspensos, dos mais inusitados, com espaços para diversão, relaxamento e aprendizado, sem abrir mão de valorizar a biodiversidade. Lá, arquitetura moderna e sustentável convivem de forma harmônica, sendo um convite para desfrutar do maravilhoso mundo verde.


Marina One
Sofisticado Mundo Verde

Com um átrio verde interligando as torres e vestindo o empreendimento, o Marina One apresenta um projeto arquitetônico e paisagístico de encher os olhos, em um estilo futurista e que traz a natureza para dentro do espaço urbano, no distrito financeiro de Marina Bay. São duas torres business, dois residenciais e um centro comercial com lojas e restaurantes distribuídos nos 340.000 m². Desenhado pelos arquitetos do Ingenhoven Archtects, com átrio de Gustafson Porter, e inauguração prevista ainda para 2017, o projeto surpreende logo na entrada, a partir de um promenade comercial no Green Heart – o oco -, de onde é possível observar, além da vegetação, as quedas d’água que levam a piscinas reflexivas no subsolo. O espaço evoca campos de cultivo de cereais, elemento que faz parte da cultura asiática. O conceito superverde não está apenas no visual, mas também na abordagem de arquitetura ecológica, que tira partido da ventilação natural e da reutilização de água, fazendo uso de tecnologias em prol do planeta.


Os andares são envoltos por jardins esculpidos com uma grande variedade de plantas, compondo um visual supermoderno e atraente.


Parkroyal Hotel
O verde sob uma óptica luxuosa

Inspirado na ideia de ter um hotel dentro de um jardim, o projeto surgiu como uma forma de trazer a vegetação natural para dentro de uma cidade urbanizada, de forma inspiradora, integrada e sustentável. Desenhado pelo WOHA Architects, o empreendimento foi estruturado para formar praças, jardins e terraços ao ar livre que fluem entre os andares, multiplicando a área verde do local com jardins suspensos. Plantas tropicais e palmeiras surgem ainda na fachada e seguem por toda a extensão do prédio, integrando-se aos parques adjacentes para criar um visual contínuo de massa verde. Além de embelezar, a arquitetura orgânica, contribui com a despoluição do ar e ainda disfarça elementos tipicamente urbanos, como o andar de estacionamento. A construção também reaproveita água da chuva e ventilação natural, tendo ainda ganhado prêmios pela autossuficiência energética.


O jardim montanhoso reúne uma diversidade de espécies tropicais e cachoeiras, proporcionando uma experiência viva com o clima e a vegetação típica dos trópicos.


Cloud Forest
Exuberante Jardim tropical

Uma montanha artificial erguida dentro de uma cápsula com clima controlado, remetendo aos habitats tropicais, das montanhas de cerca de 3000 metros acima do nível do mar. Cachoeiras refrescam o ambiente, com quedas d’água que chegam a 35 metros de altura – sendo considerada a mais alta do mundo em ambientes internos. Na parte superior, passarelas contornam a construção montanhosa, exibindo o jardim de musgo e ferny, que lembram os tempos jurássicos em que dinossauros habitavam a Terra. Isso sem falar na bela vista para a baía, que encanta os visitantes. Na parte interna da montanha há ainda uma espécie de caverna, conhecida por Crystal Mountain, onde estão expostas estalactites, estalagmites e cristais em geral, além de instalações que demonstram os efeitos do aumento de temperatura e as mudanças climáticas que devem acontecer em ambientes montanhosos. Uma fantástica experiência com o verde.


Cingapura apresenta uma versão contemporânea para os jardins da Babilônia. Proposta que sugere uma nova geração de desenvolvimento integrado.


Oasis Terrace
Natureza MULTICOR

Integrar comunidade e paisagem é a proposta do centro comercial Oasis Terrace, desenvolvido pela Serie Architects, com sede em Londes, em colobaração com Multiply Architects. de Cingapura. Com cerca de 27.400 m², o espaço se apresenta como a versão moderna dos famosos “Jardins da Babilônia”. A praça central é emoldurada pela série de jardins exuberantes, com uma profusão de cores, inclinados em direção à via navegável. Transmitindo a sensação de leveza e espaço aberto, o projeto funcioná como o novo Centro do Conselho de Desenvolvimento e Habitação em Punggol, em Cingapura, que engloba instalações para policlínicas, jardins comunitários, espaços de jogos, ginásios, centros educativos, lojas e restaurantes. A construção também contemplará um grande jardim na cobertura, com plataformas onde se terá uma bela vista da cidade.

0
Total Page Visits: 84 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *