Estar à Vontade

POR MARIA JOSÉ LOPES

Cor, vida e história estão presentes neste projeto assinado por Maria José Lopes. Elementos de design e apelo gráfico conferem um ar descolado e urbano ao apê, que estimula todos a conviver bastante à vontade.

Na sala, o grande sofá (Galpão D) setoriza os ambientes sociais mantendo a integração. Poltrona de design (Le Spec), mesinhas soltas e adornos (Spazio) definem um clima despojado e dinâmico. A antiga varanda foi transformada em sala de jantar, com um espaço de destaque para quadros (Galeria Danielle Araújo), espadas e coleções de objetos. As luminárias revelam o apreço pelo design. Repare ainda no pôster cinematográfico que dá as boas-vindas no hall.

Unir os diferentes gostos e hobbies do jovem médico em uma ambientação moderna e despojada foi o desafio da arquiteta Maria José Lopes neste apartamento. Cultura, viagens e outras preferências têm um papel que vai além de pontuar a decoração. “Essas paixões foram o ponto de partida do projeto, que traz em seu DNA a alma urbana, jovial e dinâmica do proprietário. Já no hall de entrada, um poste cinematográfico dá as boas-vindas”, afirma Maria José, que encontra no grafismo e no design o denominador comum. Com a linguagem estética definida, a arquiteta investiu num mix interessante de móveis, objetos e revestimentos para dar identidade ao projeto. Assim, os espaços sociais têm o piso nivelado e compõem um único ambiente com funções bem definidas – a sala de jantar ocupa o que era a antiga varanda, o living ganha ares de home cinema e a cozinha está logo ao lado, com a ilha gourmet em destaque. “O chef não perde nenhum momento da festa”, explica a profissional. O layout também foi personalizado na suíte master, que ganha uma sala de banho com hidromassagem integrada ao closet – onde ficam alguns objetos preciosos das coleções de action figures do proprietário, além de DVDs e outros itens. No visual, a preocupação com os detalhes também chama a atenção. Tons de cinza e preto têm o papel fundamental de equilibrar as combinações, presentes em peças de grandes dimensões como o sofá e tapetes. A madeira e o couro aquecem pontos estratégicos, e os grafismos expressam a ousadia na parede principal do home theater – que disfarça a porta de entrada. Por toda a parte, não passam despercebidos os objetos de acervo pessoal ou garimpados pela arquiteta, como espadas, escudos, brasões, quadros e outras coleções especiais ligadas ao mundo da literatura e arte, sem medo de ousar. “A cultura visual faz parte da personalidade do cliente e nada melhor para expressar esse rico universo do que o próprio lar”, finaliza.

Na suíte master, o centro das atenções é a cama em ferro de desenho vintage, que traz um charme especial ao espaço. Os tons de cinza nos tecidos (Bete Cunha Interiores) e no sofá reforçam o ar sóbrio, suavizado pela presença de objetos e das plantas. Outro ponto alto é a integração entre o closet e a sala de banho, com banheira de hidromassagem, móveis planejados (Planneje Prime) e um confortável banco de apoio. Não poderiam faltar DVDs e outras coleções pessoais, para arrematar.

0
Total Page Visits: 140 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *