Francês Renovado

A França é um dos países mais inspiradores do mundo. Não poderia ser diferente na arquitetura, que atualmente revive estilos consagrados como o neo renascentista, o neoclássico, o art déco, o art nouveau e o moderno. Essas diferentes fases dialogam com o contemporâneo, guardando o conforto e o charme dignos da Belle Époque.


Loft à Francesa

Os espaços abertos são ideais para o uso de boiseries (pronuncia-se “boazerrís”), um revestimento típico dos séculos 17 e 18 que consistia em painéis adornados por molduras em série, bem característco do clássico francês. A sofisticação se completa com móveis robustos e lustres em cristal. A modernidade é alcançada com os modulados, da Marchi Group, que esconde todos os eletrodoméstico.

Uma pegada barroca, Arketipo.

Os beges e marfins das CONSTRUÇÕES PARISIENSES são a base da paleta de cores nas ambientações.


Molduras, obras de arte e móveis rebuscados não podem faltar, Martini.

No século 18, o lema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” ganhou as ruas da França e tornou-se o emblema do combate à realeza e seus excessos. Um ideário que também se refletiu na arquitetura, que reagiu ao decorativismo fútil e ao apelo dramático do barroco em favor de um estilo mais identificado com a nova burguesia. Surgia um interesse renovado pela antiguidade clássica, que seguia os princípios gregos da moderação, do equilíbrio, da simplicidade formal e do desapego ao luxo, embora incorporasse peças únicas, boa marcenaria, materiais nobres e um certo preciosismo nos detalhes. Tudo muito espontâneo, natural, distinto. Ainda hoje, os franceses priorizam o bom gosto e o conforto, não o melhor preço ou a última tendência. Pragmático e ao mesmo tempo encantador, o estilo francês é essa fusão da modernidade elegante da república com a aura rebuscada da monarquia, que praticamente inventou o design do mobiliário e a noção de conforto. Uma mistura que ganha novo frescor na decoração atual, em uma nova interpretação do jeito contemporâneo de viver bem – à francesa, claro.


Conforto e Intimidade

A arquitetura francesa não influenciou apenas fachadas, cores e desenhos de móveis. Ela inspirou uma nova forma de morar e de experimentar o conforto, valorizando a privacidade e os grandes espaços. O design ganha curvas sensuais e sofisticadas ao lado de elementos palacianos, como sofás de espaldar alto, recamiers, penteadeiras, grandes lustres, entalhes e tecidos de peso, como o veludo. Eles chegam aos dias de hoje em versões modernas e funcionais, mas com detalhes igualmente preciosos – sem esquecer que o que pode parecer nobre aos nossos olhos é perfeitamente natural
para um povo que cresceu rodeado pelos mais belos e imponentes
monumentos históricos.

Closet de aura neoclássica, Martini.
Luxo moderno na suíte, Martini.

O Estilo dos Reis

A base branca dos modulados robustos, e ao mesmo tempo leve, dialogam com o dourado das cadeiras, Martini.

Muitos sequer sabem da história de Luis XV, mas certamente reconheceriam uma cadeira que leva seu nome e traz seu estilo. A decoração de interiores jamais foi a mesma após seu reinado, iniciado em 1730 e que durou cerca de quatro décadas. As linhas fluidas e graciosas do rococó e o apelo ornamental criaram uma estética marcante, que enfraqueceu um pouco no período de seu sucessor, Luis XVI – caracterizado pela maior rigidez e austeridade. O fato é que Luis XV valorizou o mobiliário solto como nenhum outro, trazendo cadeiras e mesas para o centro dos espaços, ao invés de mantê-los encostados às paredes. A atitude também motivou uma atenção redobrada no trabalho manual das faces traseiras, antes escondidas ao olhar. Esse preciosismo tem sido revisitado e redesenhado pelos criadores contemporâneos, elaborando peças que unem esta longa história aos novos valores estéticos.


O olhar desliza pelo desenho renovado das cadeiras Luis XV, que atravessam três séculos.


Vive la France!

Entalhes e brilho trazem o glamour francês ao aparador com tampo em mármore, da Baldi

Entalhes, cristais, peças feitas à mão e outros preciosismos são a tônica destes móveis de vida longa, que não escondem a vocação para o deleite e o conforto. O melhor é que não são mais exclusividade da realeza.

0
Total Page Visits: 160 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *