Um Oásis no Sertão

POR ROBERTO PAMPLONA JR.

Preservar a história e a simplicidade, ao mesmo tempo, adaptar os espaços para novos usos. Este foi o desafio do arquiteto Roberto Pamplona Jr. Que comandou a reforma e a ambientação de uma fazenda centenária em pleno sertão central do Ceará.

O segundo pavimento amplia a casa-sede, com varandas coloniais. O living retangular com pé-direito alto divide-se em salas de visitas e jantar. Tapetes gigantes cobrem o piso em tábua corrida e garantem conforto. O mobiliário combina poltronas em capitonê (Jacaúna Decorações) e móveis rústicos em madeira. A luminária Horse Lamb da Moooi (Ouvidor Interiores) remete ao amor pelos animais, assim como as galerias com fotos de cavalos. Adornos selecionados com cuidado (Terra Brasilis) e lustres em ferro fundido (Sierra) completam.

O retrofit da fazenda centenária entre açudes em pleno sertão central do Ceará foi um grande desafio para o arquiteto Roberto Pamplona Jr., que deveria modernizá-la, mantendo a preservação da história do patrimônio. “Buscamos atualizar as instalações para novos usos e transformar as edificações em locais confortáveis para os proprietários e seus convidados”, resume Roberto, que adotou como ponto de partida para as novas intervenções o estilo eclético e a simplicidade da estrutura original. A propriedade ganhou praça central com coreto e caramanchões, ampliação da casa sede com piscina, uma casa de hóspedes com quatro suítes, uma cachaçaria (carinhosamente chamada de “bodega”), casas para moradores, um haras e uma capela. “Mantivemos e complementamos as varandas laterais com balaústres e guarda-corpos, que lembram o estilo colonial e estão em harmonia com os muros que delimitam o perímetro da fazenda. Erguemos um segundo pavimento na casa-sede, onde se concentram as suítes com varandas”, conta o profissional. A unidade visual do conjunto arquitetônico partiu do estudo cromático nas cores amarelo ocre – solar como o sertão -, somado ao cinza da caatinga e ao branco nas esquadrias. O azul noturno surgiu na ambientação em objetos pontuais e móveis com vocação para o conforto. Os espaços que guardam tantas lembranças foram reconfigurados para atender aos atuais desejos do casal, surgindo um novo home cinema, open bar e um gran-living em formato retangular, que divide o estar do jantar. “Fizemos questão de escolher móveis em madeira maciça, artesanato e itens de antiquários repletos de história. Uma galeria de quadros de cavalos sugere o paixão do proprietário por estes animais. Isso sem abrir mão do diálogo com peças contemporâneas como a impactante luminária Horse Lamb da Moooi”, revela o arquiteto. Tapetes oversized sobre o piso de tábua corrida, abajures gigantes em base de madeira torneada e lustres monumentais em ferro fundido arrematam a ambientação desse verdadeiro oásis no sertão.

As suítes se concentram no pavimento superior e ganham cabeceiras com referência ao estilo clássico, acolchoadas com tecido aveludado. O mobiliário em madeira rústica (Jacaúna Decorações) compõe o clima de casa de fazenda, junto com elementos de artesanato e artes cearenses. O amarelo ocre aquece as paredes, inclusive do lavabo, que recebe piso de ladrilhos hidráulicos e paredes revestidas em pedras nos tons de cinza, que seguem à risca a cartela de cores do projeto. A cuba traz um estilo antigo, assim como as luminárias.

0
Total Page Visits: 130 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *