Industrial Glam

A estética industrial surgiu em Nova Iorque e ganhou popularidade mundo afora entre as décadas de 1950 e 1970, com os famosos lofts – inicialmente instalados em fábricas e galpões desativados. Esse jeito de morar despretensioso e cosmopolita deu origem a um código de estilo muito particular, que adentra os lares modernos em uma versão mais sofisticada, com toques de glamour.

Glamour minimalista

As cores que definem a paleta industrial incluem diferentes tonalidades de cinza, além de tons como preto, branco, bege e nuances terrosas. Assim, o estilo pode ser o ponto de partida para um ambiente sóbrio e masculino mas também harmônico e aconchegante. Nesse espaço assinado pela Lema, a base neutra e clara traz leveza à proposta, permitindo que o industrial se revele nos detalhes, a exemplo da estante de ferro ao fundo – em linhas retas e assimétricas -, em sintonia com design minimalista do sofá Jermyn, assinado por Gordon Guillaumier. Já as notas metálicas adicionam um quê de glamour ao décor.


Nova Iorque, meados de 1950. Com a densidade populacional cada vez maior e a alta no preço dos imóveis, as pessoas passam a buscar novas alternativas, transformando fábricas e galpões desativados em um tipo de moradia mais viável e autêntica, batizada de loft. Durante as décadas seguintes, o jeito de morar do nova-iorquino serviu de modelo para outros grandes centros urbanos, que, por sua vez, inspiraram a criação de um código de estilo muito particular, o qual chamamos de industrial. Os tempos mudaram, e, hoje, não apenas os galpões se adaptam para virarem moradas. O contrário também acontece, com lares contemporâneos incorporando características que referenciam esses antigos armazéns e revelam a verdadeira essência do industrial, a exemplo de layouts amplos e arejados, revestimentos desgastados, vigas e colunas aparentes, trilhos com spots, cimento queimado e mix de materiais como ferro e madeira, entre outros elementos que conferem uma atmosfera jovial, moderna e cosmopolita aos espaços. Apesar de todas essas características bem definidas, o estilo ganhou inúmeras derivações, como o rústico industrial, o industrial vintage e, claro, uma versão mais sofisticada. No industrial chic ou industrial glamour, o segredo está em manter alguns conceitos chave – principalmente na parte estrutural -, mas não se prender apenas a eles, acrescentando um contraponto leve, elegante e contemporâneo com o uso materiais nobres, peças de design, obras de arte e outras estratégias inesperadas, que enriquecem a composição e adicionam a assinatura do morador. O resultado é um décor sofisticado, mas, ao mesmo tempo, aconchegante e despretensioso, em perfeita sintonia com o novo luxo.


Integração, funcionalidade e peças casuais criam um décor despretensiosamente elegante, bem ao estilo loft.


Estilo loft

Fortemente influenciado pelos lofts nova-iorquinos, o décor industrial foge dos cenários tradicionais, oferecendo uma forma mais flexível e original de ocupar os espaços. Essencialmente livre, o estilo tem a integração como uma de suas características mais marcantes, com a preferência por ambientes sem barreiras visuais – muitas vezes, demarcados pelo próprio mobiliário essencial. Detalhes de efeito, a exemplo de luminárias mais arrojadas, itens assinados e obras de arte são convocados para trazer personalidade e sofisticação, mas tudo sem exageros, mantendo o aspecto funcional e aconchegante da proposta. No quarto acima, assinado pela Arketipo, as paredes ganham destaque com a textura cimentícia e a inserção de elementos decorativos pontuais, que roubam a cena e exaltam o caráter urbano e moderno do ambiente. Ao lado, na proposta da Letti&Co, o layout – com pé-direito duplo e grades metálicas desgastadas – já dá indícios do estilo industrial. A paleta enxuta, em tons neutros, e o mobiliário contemporâneo garantem a atmosfera elegante e atemporal, enquanto a textura macia do tapete e da cama, assinada por Paola Navone, proporcionam um clima de total conforto.


Cinza e preto criam uma atmosfera elegante, sóbria e masculina.


Glam rock

O estilo industrial quando associado a tonalidades escuras, como preto e cinza, ganha uma aura austera e masculina, que faz referências ao rock. O tamanho fora de escala do banco Molletta, da Riva1920, adiciona um toque de irreverência ao ambiente. A estante modular metálica com contorno ondulado, da Ronda Design, é a grande vedete da ambientação. Os tons escuros são quebrados pelo tapete da linha Cubic, da Limited Edition.


O estilo industrial empresta versatilidade a diferentes propostas.


Floor 95 é um sistema de bancada, cabideiro e prateleira formado por cinco peças que podem ser montadas de diferentes maneiras. Com estrutura em tubos metálicos de encaixe, possui a assinatura de Mark Braun para a Covo.
0
Total Page Visits: 103 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *