Carlos Otávio Desbravando as Rivieras

Carlos Otávio nos conta alguns detalhes de seus destinos favoritos, Itália e França. Marcado por cenários que mais parecem tirados de filmes, as Rivieras são um roteiro que foge do convencional, sendo ideal para momentos de relax.

A paisagem de Riomaggiore – charmoso vilarejo da região Cinque Terre, na Itália, que possui uma constituição semelhante à da favela carioca, É preciso estar preparado para subir o morro, com um bom calçado e atividade física em dia”, lembra Carlos Otávio.

Quais os pontos turísticos que lhe vêm à cabeça quando falamos em Itália e França? Com certeza, você deve ter pensando na Torre Eiffel, no Arco do Triunfo, no Coliseu, na Fontana di Trevi… Mas não somente com as capitais, Roma e Paris, se constrói um roteiro de viagem inesquecível em dois dos mais cobiçados países europeus. Longe dos destinos mais badalados, está a costa mediterrânea, ideal para quem quer curtir dias de descanso, com cenários encantadores, que atraem visitantes de todas as partes do mundo, perfeitos para tomar um bom vinho, admirar uma linda paisagem e desfrutar, sem moderações, os momentos de tranquilidade e paz. Por isso e muito mais, as Rivieras – Italiana e Francesa – encantaram Carlos Otávio, que nos contou um pouco sobre suas descobertas.

“Amo fazer meus roteiros! Acho que a viagem começa no planejamento dela. Essa última, por exemplo, teve início uns seis meses antes de embarcarmos, com pesquisas mais aprofundadas sobre tudo que a região oferece de diferente”, revela o arquiteto, que não esconde de ninguém sua preferência pelos dois países, destinos recorrentes em seu passaporte. A viagem de fato começou pela Itália, tendo como base Gênova – maior centro histórico medieval preservado da Europa, onde Carlos alugou um dúplex. Para ele, a experiência de se hospedar em um imóvel alugado traz uma percepção totalmente diferente ao turista, que tem a possibilidade de incorporar hábitos de quem vive ali, como ir ao supermercado, comprar a própria comida e aprender mais sobre a língua e os costumes do local. Após alguns dias, era hora de conhecer a região de Cinque Terre, que contempla cinco vilarejos – Monterosso, Vernazza, Riomaggiore, Corniglia e Manarola – cravados em penhascos sobre o mar da Liguria.

“Fomos de trem até Monterroso. Lá, compramos um ticket que nos permite conhecer as cinco cidades. Na última, Riomaggiore, voltamos ao ponto de partida pelo mar”, comenta. Já na Riviera Francesa – também chamada de Côte d’Azur, em referência à tonalidade hipnotizante de suas águas – o ponto de partida foi a cidade de Nice. “De lá, alugamos um carro e ficamos indo e voltando”, explica. Um de seus lugares preferidos foi Saint Paul de Vence, Patrimônio Mundial da Unesco e uma das cidades medievais mais bonitas da França, junto com Antibes e Ezer. E foi justamente esse mix de belezas naturais estonteantes e construções de ares bucólicos, repletas de história, que encantou Carlos Otávio. “Cada cidade, embora pequena, foi uma grande descoberta. Como somos arquitetos, acabamos tendo outra visão. Descobrimos diversas pérolas arquitetônicas e lugares charmosos que valem a pena voltar e compartilhar”. É o que ele faz a seguir.


França-Itália

A costa mediterrânea e os encantos da fronteira franco-italiana.

A fronteira franco-italiana estende-se ao longo de 488 km, à sudeste da França e noroeste da Itália, seguindo em direção geral para sul, até o mar Mediterrâneo. De passagem por algumas das cidades que ocupam ambos os territórios, Carlos Otávio pode desfrutar da história, da cultura e da culinária desse trecho precioso do mapa.

VILAREJOS

CINQUETERRE, ITÁLIA
RIOMAGGIORE. A primeira das cinco terras possui muitas cores e encantos, além de construções históricas, a exemplo da igreja de San Giovanni Battista, construída em 1340.

MANAROLA. O trecho entre Riomaggiore e Manarola pode ser feito a pé, passando pela chamada Via Dell’Amor. Uma forma única de descobrir Manarola, a mais antiga das cinco terras italianas!

VERNAZZA. Em Vernazza, não deixe de ir ao forte, que fica na parte mais alta da cidade. “De lá, você pode apreciar uma bela vista e tirar fotos incríveis!”

CORNIGLIA. Com ruas estreitas e casinhas coloridas, o vilarejo convida quem chega a apreciar a vista por um dos mirantes, tomando um sorvete tipicamente italiano.

MONTEROSSO AL MARE. A última parada das CinqueTerre é, também, uma das mais visitadas, principalmente no verão. Praticamente no nível do mar – ou al mare, como chamam os italianos-, o vilarejo possui uma estação de trem que já sai na praia. “A dica é passear pelo pequeno calçadão para apreciar a vista e depois circular pelo centro histórico.”

CIDADES MEDIEVAIS, FRANÇA
Antibes, Saint Paul de Vence e Ezer são três cidades medievais encantadoras, localizadas na Riviera Francesa. Para Carlos Otávio, uma das mais bonitas é Saint Paul Devance, patrimônio mundial da humanidade, pela Unesco. A cidadela, localizada nos arredores de Nice e cercada por muralhas construídas no século XVI, esconde diversos tesouros, como antigos monumentos, lojas e galerias.

DIETA MEDITERRÂNEA

RIVIERA ITALIANA. Para Carlos Otávio, a gastrônomia foi um dos pontos altos da viagem, em ambas as regiões. Da Riviera Italiana, o arquiteto destaca o Eataly de Gênova – uma mistura de mercado, verdureira, empório gourmet e delicatessen. Lá, é possível encontrar temperos, especiarias, livros de culinárias, bebidas, frutas e verduras da estação, além de desfrutar de uma belíssima paisagem à beira-mar.

RIVIERA FRANCESA. Na charmosa Saint Paul de Vence, Carlos Otávio descobriu outro tesouro gastronômico: o restaurante La Colombe d’Or, comandado pela mesma família há três gerações. Lá, também é possível fazer um passeio pela história da arte, graças ao acervo que reúne obras de grandes pintores, como Picasso e Matisse.

ARQUITETURA

RIVIERA ITALIANA. Na Linguria, região encarpada onde a arquitetura colorida local e as rochas e penhascos fazem uma perfeita simbiose, estão os cinco vilarejos que compõem a Cinque Terre e encantam pela simplicidade de suas construções. Já em Porto Fino, a paisagem natural divide as atenções com uma arquitetura luxuosa.

RIVIERA FRANCESA. Em Antibes, charmosa cidade medieval onde Picasso morou, castelos, fortalezas e torres seculares foram transformados em diferentes museus temáticos. Uma fusão entre arte, arquitetura e história de encher os olhos e a mente!

0
Total Page Visits: 133 - Today Page Visits: 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *