Inspiração Boho

POR MARCELA BRASILEIRO

O rico acervo dos moradores despertou a veia criativa da arquiteta, trazendo bossa aos amplos espaços da casa com design, arte, cores e elementos surpreendentes.

Marcela Brasileiro explora possibilidades instigantes na decoração, em composições que ativam a sensibilidade e surpreendem o olhar. A cada novo elemento, revelam-se criações que unem escolhas sofisticadas a um estilo casual, referenciando sempre a personalidade de seus clientes sem perder as noções de harmonia e de bom gosto que caracterizam seus interiores. A exemplo desta residência de 600m² elaborada para uma cliente, e amiga, de gosto refinado, personalidade marcante que aprecia o uso de móveis soltos. Por isso, desejava aproveitar as peças de dois outros apartamentos que também haviam sido projetados por Marcela. Com um acervo tão completo e único, a arquiteta não teve dificuldades em trazer a irreverência de objetos especiais para criar esta ambientação inspiradora, em que obras de arte e o design expressam o espírito livre e a identidade própria dos moradores. Sobre uma base neutra, vários elementos surpresa surgem sem muito rigor, mas seguindo um mesmo fio condutor, que leva a novas percepções sobre o espaço do lar e seus objetos. Assim, móveis ganham contextos inusitados, como o buffet que vira banco, as luminárias que são biombos, a cadeira que funciona como mesa, o banco que é mesa de centro, trazendo sentidos bem peculiares ao décor. A própria estrutura do pé-direito alto é valorizada por telas coloridas, possibilitando momento de parada e contemplação. Inclusive complementos considerados acessórios, como tapetes, assumem papéis de destaque com profusão de cores e estampas, anunciando que, ali, são vários os locais de convivência e de alegria. O resultado é uma casa autenticamente boêmia, quente e cheia de vida, onde os moradores se vêm refletidos em cada recanto.

Nos amplos espaços de convivência, cores e formas revelam composições atraentes e inusitadas. Os tapetes coloridos e de padronagens diversas potencializam a atmosfera descontraída. Alguns elementos vintage entram em cena junto a móveis de traços contemporâneos, que por vezes assumem funções diferentes de suas originais, como as cadeiras que apoiam livros, numa estética casual e irreverente. O living é destacado pelo pé-direito alto e pelas obras de Sérgio Helle, José Guedes e Sérgio Lima. Outras telas com fotografias de Celso Oliveira preenchem paredes, dando mais personalidade. Os ambientes do piso inferior são banhados por luz natural, integrando-se à área externa por panos de vidro.
Cada recanto é aproveitado para trazer algum elemento surpresa. Num corredor, a cômoda com diversas gavetinhas, desenhada pela arquiteta, é arrematada por um espelho com detalhes rebuscados na moldura. O mezanino com escritório ganha charme com os móveis retrô. O lavabo ganha uma proposta bem original, com pisos e paredes totalmente revestidos por pintura efeito concreto. O pendente de desenho arrojado foi colocado pela arquiteta de maneira inusitada, arrematando com exclusividade. A cozinha é trabalhada em bege e berinjela, com uma parede em efeito cimentício e revestimento 3D.
Nos quartos, uma linguagem particular para cada um. Para os hóspodes, cores e padronagens diversas em azul e amarelo. Já para a filha, toda a delicadeza do rosa e do floral liberty.
0
Total Page Visits: 296 - Today Page Visits: 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *