De volta à Cena

O estilo alternativo dos hippies da década de 1970 trouxe o uso dos móveis em fibras naturais para dentro das casas mais elegantes da época. Com o tempo, eles foram renegados e tiveram seu uso restrito aos ambientes externos. Após um longo hiato, os materiais naturais ganham força, embasados pela onda sustentável do planeta, trazendo de volta à cena o bambu e o rattan como matérias-primas de infinitas possibilidades de uso, tanto para revestimentos como para móveis indoor e outdoor.


Design Natural

O trabalho trançado do rattan cria peças que distraem o olhar e dão um toque a mais de aconchego ao décor. Assim é a poltrona da série Curve, da dupla de designers dinamarqueses Foersom & Hjort-Lorenzen para a Cane-line. A peça explora a beleza do artesanato tradicional em curvas harmoniosas, com rattan natural unido por fibras tingidas. O sofá Petúnia para dois lugares, da Maison du Monde, também em rattan, investe no charme das curvas, com forma arredondada e um toque retrô.

Neste living descolado, a cadeira de balanço em rattan da Maison du Monde se adequa perfeitamente à ambientação com traços simples e pegada retrô.

Estamos vivendo a era da sustentabilidade. Com o advento da consciência ecológica e as preocupações com o futuro do planeta, ter em mente esses conceitos na hora de decorar o lar significa estar sintonizado com as demandas atuais e ter responsabilidade com o próprio meio. Dentre as diversas possibilidades para um décor eco-friendly, o bambu e o rattan estão sendo reavivados e ainda mais integrados ao indoor. Os dois materiais possuem várias semelhanças, tanto pela forma como se desenvolvem na natureza como por seus efeitos estéticos. O rattan é a fibra de uma palmeira encontrada principalmente no sudeste asiático de características similares ao bambu externamente, a diferença está em não ser oco em seu interior. Da mesma forma que o bambu, tem crescimento rápido, de 4 a 6 anos, e por isso sua extração não representa fortes impactos na natureza, além de ter a vantagem de continuar se desenvolvendo mesmo após a poda. Ambos os materiais são leves, resistentes e flexíveis, apresentando possibilidades de uso na arquitetura e na decoração. Não por acaso, os dois tem servido de matérias-primas para móveis ou para incrementar as ambientações contemporâneas.

A poltrona Nest, da Cane-line, em rattan natural traz desenho arrojado e formas confortáveis.
Muito conforto e elegância na poltrona em rattan com almofada em algodão cru, da Art Bambou.

Tanto no interior quanto no exterior, as fibras naturais quebram a rigidez com suas formas orgânicas.


Tramas Finas

Na ambientação tropical, da Zara Home, as fibras são convocadas, da cadeira e da luminária, para trazer o toque natural à ambientação. No ambiente da Maison du Monde, a cadeira trançada em rattan com estrutura em metal adiciona leveza ao décor.


Ambientes contemporâneos ganham aconchego especial com as fibras naturais.


Múltiplas Funções

Entre outras propriedades, o bambu tem fibra homogênea e leve, além de propriedades antibacterianas. Morfologicamente, podemos dizer que ele é um vegetal muito resistente com múltiplas possibilidades de uso, entrando em cena na arquitetura não só em móveis, mas também em estruturas completas, revestimentos de paredes e pisos… Provando sua imensa versatilidade. Uma das paredes é toda revestida em bambu. O ambiente da Maison du Monde tira partido das composições rústicas em móveis e paredes, ressaltando um caráter vintage e acolhedor. A cadeira da Cane-line, que também faz parte da coleção Curve, dos dinamarqueses Foersom & Hjort-Lorenzen, explora o design com rattan natural, tornando-se uma peça versátil para qualquer ambiente por sua simplicidade e elegância.

0
Total Page Visits: 75 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *